Terceira previsão de Fátima revelada
Artigo de Moacir Sader

Em vídeo produzido recentemente pelo Centro Televisivo Arautos do Evangelho da Igreja Católica sobre as aparições de Nossa Senhora de Fátima, temos todas as informações que envolvem as revelações, especialmente a terceira, a qual, embora tenha ficado protegida pela Igreja por muito tempo, está sendo citada no vídeo de forma integral, sem restrição.

No ano de 1917 em Portugal, em meses seguidos a partir de 13 de maio, três crianças viram, com deslumbres, algumas aparições de um ser espiritual, conhecido como Nossa Senhora de Fátima, a qual veio clamar a todos por mudança interior e de atitudes, com oração e prática do amor, para que pudessem ser evitados acontecimentos negativos e bem graves ao Planeta.

No último dia da aparição, no total de seis, (embora tenha sido dito às crianças que ainda haveria a sétima aparição - não acontecida até hoje), estavam no local cerca de cinquenta mil pessoas e todos viram, assustados, os milagres prometidos, os quais tinham o propósito de darem validação às experiências sobrenaturais vividas pelas crianças.

Repentinamente, o Sol ficou em tom anormal, como se houvesse um tipo de filtro cortando a luminosidade ou modificando-a de um jeito bem atípico, acinzentado. Em seguida, uma luz forte, emitida por um Astro, precipitou-se sobre a multidão, em queda livre, causando gritos de desespero. Logo, tudo serenou e voltou ao normal.

Foto do dia do milagre - 6ª aparição

Chovia forte e fazia frio em Portugal quando da última aparição de Fátima. Por isso todos estavam com seus guarda-chuvas e sombrinhas. A pedido de uma das crianças, todos fecharam seus protetores de chuva e, em consequência, ficaram ensopados. Contudo, após a ocorrência do fenômeno no céu, a chuva cessou e, para surpresa de todos, suas roupas ficaram completamente secas.

Foto do dia do milagre - 6ª aparição

Com estes fenômenos extrassensoriais, presenciados pela multidão, ninguém mais duvidou daquelas crianças e convenceram-se de que elas estavam realmente vendo um ser de outra dimensão. Por este motivo, as informações de cunho espiritual deveriam ser consideradas.

Passemos então às revelações de Fátima.

É sabido que uma das previsões de Fátima se realizou perfeitamente, ou seja, que a Primeira Grande Guerra não iria demorar a findar, como de fato ocorreu, mas, que outra, de maior magnitude, iria acontecer. Realmente, esta previsão verificou-se com a deflagração da Segunda Grande Guerra, devastando grande parte do Planeta e cometendo-se atrocidades e milhões de mortes, especialmente contra os judeus.

Contudo, o que se soube da terceira revelação de Fátima, quando esta foi “oficialmente” liberada por Roma, não passava a devida credibilidade porque não parecia tão grave a ponto de ter levado o então papa João Paulo II a chorar. Dizia-se que esta se referia a um possível conflito da Igreja com país não católico, a Rússia Comunista.

Esta possibilidade deixou de ter algum sentido pelo natural declínio do regime político comunista em vários países e, especialmente, pela postura mais diplomática da Rússia no cenário mundial. Ficou evidente não existir um link da previsão com os fatos históricos, ainda mais, a ponto de melindrar emocionalmente o papa ao saber da última revelação.

Mas, a revelação ocultada pela Igreja, a que completava a previsão até então divulgada, não era a que se falava. Certamente, ela tinha ligação com situação mais séria e com motivos suficientes para ter levado João Paulo II às lágrimas. Eis o que diz a terceira revelação de Fátima, mostrada às crianças na terceira aparição em 13/07/1917, com as seguintes imagens vistas por elas e com texto literal divulgado no vídeo referenciado:

“(...) e viu uma luz imensa, que é Deus, algo semelhante a como se veem as pessoas num espelho, quando lhe passaram por diante um bispo vestido de branco (tivemos o pressentimento que era o Santo Padre), vários outros bispos, sacerdotes, religiosos subiam escabrosa montanha, no cimo da qual estava uma grande cruz de tronco tosco como se fora de sobreiro uma casca.

O Santo Padre antes de chegar aí atravessou uma grande cidade meio em ruínas e meio trêmulo, com o andar vacilante, acabrunhado de dor e pena.

Ia orando pelas almas dos cadáveres que encontrava pelo caminho. Chegado ao cimo do monte foi morto por um grupo de soldados que lhe dispararam vários tiros e setas.

E assim mesmo foram morrendo uns após outros, os bispos, sacerdotes, religiosos e várias pessoas seculares, cavalheiros e senhoras de várias classes e posições.

Sob os braços da cruz, que eram dois, estavam dois anjos. Cada qual com um regador de cristal e neles recolhiam o sangue dos mártires e com eles regavam as almas que se aproximavam de Deus.”

O que se sabe agora, com a completa divulgação é que as previsões de Fátima batem perfeitamente com aquelas feitas por São Malaquias e por Nostradamus.

No meu recente artigo “Os Papas e as Previsões de São Malaquias”, publicado em fevereiro/2013, cito a previsão de Malaquias para o atual papa, que segundo ele será o último. Assim previu o santo católico sobre o destino do Vaticano:

"Durante a última perseguição à Santa Roma Igreja estará sentado Pedro Romano pastoreando suas ovelhas entre muitas atribulações; transcorridas estas atribulações, a cidade das sete colinas será destruída e o Juiz implacável julgará seu povo. Que assim seja."

No meu livro digital: “Previsões, 2012, como e quando tudo acontecerá?” reproduzi a imagem extraída do livro de previsões de Nostradamus em que ele enxergou, em um das visões proféticas, a imagem do papa sendo assassinado por um militar, ensejando a possível destruição de Roma a partir do símbolo religioso principal que ele é.

Tal como me referi no livro sobre 2012, a figura acima apresenta-se impressionante, tanto por si, quanto por remeter-nos à terceira revelação de Fátima que se refere a um papa vestido de branco sendo morto por soldados, exatamente como mostra a imagem do livro de Nostradamus.

É evidente que as revelações de Fátima não tiveram ou não deveriam ter o condão de apenas mostrar os fatos futuros, como algo imutável. Antes, porém, cremos que seriam para alertar a todos que era ainda, na época, possível alterar, modificar o futuro sombrio da Terra.

E para tanto, o homem precisava mudar sua conduta, tornar-se efetivamente um ser espiritual, cuidar do Planeta, dos seus semelhantes, dos animais e das riquezas naturais. É por isso que não consigo vislumbrar as previsões como fatalistas, porque elas podem ser alteradas, se quisermos e se agirmos corretamente, se cada um fizer a sua parte. Sabemos que muitos a estão fazendo. Infelizmente, a maioria ainda não acordou para a necessidade de profunda mudança interior e prática de virtudes como a caridade, a paciência, a tolerância e o perdão, entre outras.

Quando vejo que a terceira revelação de Fátima, tal como a de Nostradamus e a de São Malaquias, envolve a Igreja, o papa, ponho-me a pensar o que significa isto em seu sentido mais profundo. Certamente, um alerta de cunho espiritual, quiçá, um novo rumo, onde todas as ações do dia-a-dia precisam ter a essência espiritual, ainda que sejam ações puramente cotidianas.

Assim, é de se entender: mais importante que vivenciar cultos em templos, devem ser os cultos de amor a Deus, (ao verdadeiro Deus enfocado no livro “Conspiração interdimensional”). Estes cultos têm de ser efetivamente praticados em todos os locais, tal como feito magnificamente por Jesus em sua passagem terrena, um exemplo para ser seguido permanentemente.

Com esta espiritualidade praticada, caminharíamos mais firmemente para o progresso espiritual da Terra e não haveria quem pudesse iniciar uma guerra, porque o amor estaria presente em cada coração. Um sonho? Pode ser que seja; mas, é possível de ser realizado se cada um, se todos quiserem. Aí, as previsões referenciadas neste artigo e outras perderiam a razão de ser, não se concretizariam.

Luz, amor e conhecimento.

Moacir Sader
Mestre de Reiki Usui, Karuna e da Chama Violeta

Baixe grátis o livro “Conspiração Interdimensional”

Clique na capa para baixar

Assista ao vídeo sobre os livros Conspiração Interdimensional 1 e 2

Leia também os artigos:

Viagem astral comprova abdução do avião da Malásia
Abdução do avião da Malásia – novas revelações astrais
Avião da Malásia desaparecido - Evidências desconsideradas